Seguro de saúde, Plano de Saúde, Cartão de Saúde, Cartão de Medicina Dentária, Cartão Dentário, Plano Saúde Oral

AdvanceCare | Eclampsia

Eclampsia

A eclampsia é um estado preocupante que pode afetar as grávidas, sobretudo a partir do terceiro trimestre de gestação, com mais incidência no 8º ou 9º mês. Manifesta-se por hipertensão arterial (subida súbita da pressão sanguínea para valores superiores a 140/90 mmHg), associada a presença de proteínas na urina, proteinúria.

Na eclampsia, o fluxo de sangue no cérebro diminui, a mulher pode apresentar estados convulsivos e, se não receber tratamento imediato, podem ocorrer hemorragias vaginais e entrar em coma. Em casos de eclampsia é necessário provocar o parto por indução ou cesariana para salvar a mãe e o bebé. 

Causas de Eclampsia

Embora as causas da eclampsia ainda não estejam cientificamente determinadas, a comunidade científica encontrou associação com os seguintes fatores de risco:

Pregnant woman indoors

  • Ser mãe demasiado cedo (antes dos 20 anos) ou tardiamente (depois dos 40 anos).
  • Primeira gravidez.
  • Ter histórico de hipertensão ou proteinúria em gestação anterior.
  • Antecedentes familiares de diabetes, tensão alta ou doença renal.
  • Lesão nos vasos sanguíneos.
  • Várias gestações simultâneas (gémeos ou trigémeos).
  • Obesidade.
  • Sistema imunitário deficiente, subsequente de algumas enfermidades imunodepressoras como a lúpus.
  • Consumir álcool durante a gravidez.

Sintomas de Eclampsia

Quando a mulher entra em convulsão ou em coma, as primeiras manifestações da doença hipertensiva ocorrem na fase de pré-eclampsia e à medida que a complicação evolui para um estado mais grave, É importante manter uma vigilância apertada para controlar os seguintes sinais:

  • Aumento de peso.
  • Subida da pressão arterial.
  • Proteinúria.
  • Retenção de líquidos e inchaço dos tornozelos.
  • Dor de cabeça intensa.
  • Cansaço.
  • Ardor no estômago.
  • Alterações visuais ligeiras.
  • Náuseas e vómitos.
  • Em casos graves de pré-eclampsia, podem ocorrer hemorragias vaginais.
  • Existe o risco de descolamento prematuro da placenta.

Tratamento da Eclampsia

Os exames pré-natais ao sangue e à urina, assim como a medição da tensão arterial são importantes para identificar a possível existência de pré-eclampsia.

Se a afeção da pressão sanguínea for confirmada, o médico poderá recomendar:

  • Repouso absoluto e evitar permanecer muito tempo em pé ou na mesma posição.
  • Redução de sal na alimentação.
  • Eliminar o consumo de cafeína, álcool e tabaco.
  • Ingerir muita água.
  • Administrar diuréticos ou outros fármacos indicados para baixar a tensão.
  • Em casos graves, poderá ser necessário medicamentos para evitar convulsões. 
Artigo revisto e validado pelo especialista em Medicina Geral e Familiar José Ramos Osório.
Conteúdo revisto pelo Conselho Científico da AdvanceCare.
A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde, nem a consulta de um médico e/ou especialista.