Seguro de saúde, Plano de Saúde, Cartão de Saúde, Cartão de Medicina Dentária, Cartão Dentário, Plano Saúde Oral

AdvanceCare | Prostatite

Prostatite

Inflamação da próstata que pode ocorrer em qualquer idade embora tenha maior incidência nas faixas etárias acima dos 50 anos. É provocada, na maioria dos casos, por uma bactéria que atinge a próstata através do trato urinário e surge de forma súbita ou gradual e, em certos casos, recorrente.

Pode ser classificada como:

  • Prostatite bacteriana aguda: provocada pela ação de uma bactéria, regra geral E. Coli, manifesta-se de forma súbita e intensa. Certos casos atingem gravidade e requerem tratamento hospitalar.
  • Prostatite bacteriana crónica: infeção bacteriana cuja sintomatologia persiste por mais de três meses. Pode ocorrer quando os antibióticos não eliminam eficazmente as bactérias. É a causa mais comum de infeção urinária recorrente.
  • Síndrome dor pélvica: Não tem uma etiologia definida. Manifesta-se de forma crónica com sintomas idênticos ou de intensidade variável.
  • Prostatite inflamatória assintomática: Não provoca sintomas nem requer tratamento. É detetada, frequentemente, na realização de exames para despistar outras patologias.

Causas da Prostatite

A grande maioria dos casos de prostatite é provocada por bactérias, mas frequentemente a causa permanece uma incógnita.

As principais causas são:

prostatitePróstata a ser avaliada por ecografia  trans-rectal.
  • Infeção bacteriana.
  • Sistema imunitário debilitado (por exemplo portadores de VIH).
  • Problemas no sistema nervoso.
  • Lesões na próstata ou na zona pélvica.

Estima-se que existam alguns fatores genéticos que aumentam a predisposição para sofrer de prostatite. Outros fatores de risco podem estar associados a esta patologia:

  • Prática de relações sexuais sem proteção.
  • Desidratação.
  • Stress.
  • Uso de cateter urinário.

Sintomas da Prostatite

  • Febre e arrepios de frio.
  • Dor na zona lombar, suprapúbica, perineal, escrotal e/ou peniana.
  • Mal-estar ou ardor ao urinar.
  • Necessidade de urinar com mais frequência.
  • Diminuição da força e calibre do jato urinário.
  • Presença de sangue na urina.
  • Ejaculação dolorosa.

Tratamento da Prostatite

Esta patologia é diagnosticada por um urologista mediante observação clínica, realização do toque retal e de análises ao sangue e urina. A abordagem terapêutica varia de caso para caso, mas o uso de antibióticos é a solução mais adotada, tanto na prostatite bacteriana aguda como na crónica e na síndrome de dor pélvica.

Pode ainda ser recomendada a toma de outros fármacos para controlar os sintomas como analgésicos, antipiréticos ou relaxantes musculares. 

Artigo revisto e validado pelo especialista em Medicina Geral e Familiar José Ramos Osório.
Conteúdo revisto pelo Conselho Científico da AdvanceCare.
A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde, nem a consulta de um médico e/ou especialista.