Pós-parto: O que precisa saber sobre esta fase

Pós-parto: O que precisa saber sobre esta fase

Ser mãe implica muitas mudanças. Desde a fase da gravidez em que o corpo começa a mudar, passando pelo parto, até ter o seu bebé nos braços. As dúvidas são bastantes, mas existem estratégias que a ajudam a uma melhor adaptação a esta nova fase.


pos-parto


Quando regressar da maternidade com o bebé vai enfrentar uma etapa desconhecida. Entre a amamentação, acordar durante a noite, a troca de fraldas e muitos mimos, será pouco o tempo livre para descansar e recuperar de 9 meses de gravidez e do parto. O relacionamento conjugal parece passar para segundo plano e o bebé passa a ter o papel de protagonista na rotina familiar. Mas ser mãe é mesmo assim. Damos-lhe alguns conselhos que a poderão ajudar a lidar melhor com o regresso a casa.


Não deixe de pedir ajuda

Se se sentir muito cansada ou triste, peça a algum familiar ou amigo para a ajudar a tomar conta do bebé para que possa ter algumas horas só para si. O seu equilíbrio e bem-estar quando regressar serão sentidos por todos em casa, bebé inclusive. O pai também deve partilhar as tarefas com a mãe, nomeadamente dar banho ao recém-nascido, mudar as fraldas ou tratar das refeições.


Toda a família reunida

É natural que a sua atenção esteja mais direcionada para o bebé mas não se esqueça que os outros membros da família também precisam de si. Inclua o seu marido em todo o processo e, se tiver mais filhos, explique-lhes que nesta fase o bebé é totalmente dependente e precisa muito da mãe. Tente envolvê-los nas várias tarefas para que se sintam responsáveis e adotem rapidamente o novo elemento.


Aceite que a amamentação é um processo de adaptação

O processo de amamentação nem sempre é fácil e tem de estar preparada para noites sem dormir, para que o bebé não tenha apetite ou, pelo contrário, esteja sempre com fome. Se a mãe estiver a dar de mamar pode sentir o peito dorido, inchado ou até ferido. Esta é uma etapa fisicamente muito exigente para a mãe e é necessário que esteja preparada de modo a conseguir gerir o stress da melhor forma. Se o bebé for alimentado a biberão, peça ajuda ao pai do bebé para que se possam ir revezando. De qualquer forma, aconselhe-se previamente com o seu médico sobre a melhor forma de lidar com esta etapa e ultrapassar os eventuais obstáculos.


Como regressar à boa forma física?

Ver as ancas e a barriga a aumentarem e a cintura a alargar pode ser difícil de aceitar, mas este é um processo inerente à gravidez. Depois da gravidez, o desejo de recuperar a silhueta é legítimo mas tenha noção de que o corpo demora algum tempo a voltar ao normal. Durante nove meses esteve em constante alteração, por isso será também necessário tempo para recuperar a forma original e perder os quilos que ganhou com a gravidez. Talvez não saiba que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a prática da amamentação exclusiva durante seis meses contribui para uma perda de peso por parte da mãe de forma mais rápida e saudável: cerca de 500g por semana entre a 4.ª e a 14.ª semana pós-parto, o que equivale a uma perda de 5kg.

Aconselhe-se com o seu médico sobre quando poderá regressar à prática de exercício físico, que atividade física deve privilegiar e se terá de ter algum tipo de cuidados.


Faça uma alimentação saudável e hidrate-se

  • A sua dieta deve ser equilibrada, diversificada e pobre em gorduras e alimentos açucarados.
  • Evite comida processada e fast-food.
  • Opte por vegetais e legumes variados, para garantir um aporte variado de vitaminas e minerais tanto para a mãe como para o bebé. Sempre que possível opte por orgânicos.
  • Fracione as refeições, não permanecendo mais de 3 horas em jejum.
  • Beba regularmente água, sumos de fruta, chás e tisanas sem adição de açúcar. A hidratação adequada é fundamental para a produção do leite.

Ser mãe é uma experiência sem igual. Ao início pode ser motivo de ansiedade, mas com tempo e informação vai aprender a desempenhar este papel na perfeição. Sempre que precisar, peça ajuda, certamente toda a família irá colaborar. E não se esqueça, apesar de mãe deve ter uns momentos só para si.

Este artigo foi útil?

Conselho cientifico

Conteúdo revisto

pelo Conselho Científico da AdvanceCare.

A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde nem a consulta de um médico e/ou especialista.

Downloads

Consulte os nossos guias para hábitos saudáveis:

Sympton Checker

Utilize a nossa ferramenta de diagnóstico de sintomas.

Programas AdvanceCare relacionados

Artigos relacionados