Wellness da cabeça aos pés

Wellness da cabeça aos pés

O stress, ansiedade, sedentarismo e fadiga são algumas das consequências do dia a dia, principalmente nas grandes cidades. Tire proveito da tendência wellness e aprenda a relaxar para enfrentar os problemas da melhor forma.

O que é a tendência wellness?

Provavelmente já ouviu falar da tendência wellness, que numa tradução livre significa bem-estar. Esta não é simplesmente uma tendência da moda, mas provavelmente o estilo de vida dos próximos anos e talvez até décadas.
A verdade é que com a agitação do dia a dia precisamos cada vez mais de aliviar a tensão e o stress, encontrar formas e estratégias para manter o equilíbrio, o bem-estar, o conforto, relaxar, recarregar as nossas baterias, cuidar do nosso corpo e privilegiar mesmo  formas de vida mais calmas, mais em contacto com a natureza e com a família e amigos.

Deixamos-lhe alguns exemplos do que pode fazer – e está facilmente ao seu alcance - para que sinta bem!

Relaxe com uma massagem

A massagem descontrai, estimula a circulação sanguínea, dá energia e ajuda-nos a tomar consciência do nosso corpo. Existem vários tipos de massagens, cujos objetivos e duração são diversos mas, se navegar um pouco pelos sites de institutos ou clínicas, é fácil escolher do “cardápio” uma massagem que se adeque às suas necessidades. Ou mesmo duas!

Simplifique!

Não faça de cada problema um “bicho de sete cabeças”. Mesmo que tudo pareça difícil ou mesmo impossível, não desista logo à partida. Informe-se, pense bem e dê um passo de cada vez.

Ritmo equilibrado

O sedentarismo é algo a eliminar. O pior é que a agitação do dia a dia não deixa (quase) nenhuma energia e tempo para praticar exercício físico. Contudo, há pequenos passos que estão ao seu alcance, todos os dias. Por exemplo, quando for trabalhar, comece por estacionar o carro um pouco mais longe do emprego do que é habitual. Apenas 15 minutos de caminhada até ao local de trabalho e mais 15 no regresso podem fazer milagres.
Mas não se esqueça de que precisa, igualmente, de fazer pausas diariamente. Reserve dois minutos de manhã e dois minutos à tarde para respirar fundo, refletir, ou, simplesmente, não pensar em nada.

Grão a grão…vão-se os quilos a mais!

Se deseja perder peso, não caia na asneira de querer resultados imediatos. 1 kg por semana é muito satisfatório e, se passar uma semana sem perder peso mas também não o ganhar, não desanime. Comece por nunca estar mais de três horas sem comer e elimine doces, fritos, massa folhada e refrigerantes. Abuse dos legumes e da sopa. Seja persistente e terá a sua recompensa.

 

Dicas para um dia mais relaxante

Logo que o seu dia começa…

Troque dez minutos de sono por um início de manhã sem as pressas habituais: tome um duche longo, um pequeno-almoço pausado e uma roupa escolhida mais criteriosamente.

Sempre que vai para o trabalho fica horas parado/a no trânsito?

Não adianta enervar-se. Ouça o seu CD preferido, cante com as crianças ou repare nas cores do dia. Acalma os sentidos.

Quando chega ao emprego…

Planeie o dia que tem pela frente. Em cinco minutos, faça uma lista de tarefas e defina prioridades. Desta forma terá novo fôlego para encarar os desafios.

Aproveite bem o fim da tarde…

Quanto mais stressado/a estiver, mais beneficiará de um banho de imersão ou de um duche morno ou então de um passeio pelo parque para descontrair.

Tendências wellness

De acordo com a revista Vogue, estas são as tendências wellness que se vão destacar em 2022 e nos anos seguintes.

Caminhadas revitalizantes

Parece que foi há muito tempo, mas, em 2020, tudo se resumia a fazer uma caminhada para manter a sanidade mental. Já em 2021 começaram a surgir muitos fenómenos e movimentos associados à caminhada, incentivando a que esta seja feita sem propósito e direção – apenas com o objetivo de “limpar” as ideias e respirar ar puro – ou então aproveitada para pensar nas coisas pelas quais é grato, os seus objetivos e planos futuros e formas de os alcançar. Além disso, é saudável, claro!

Abraçando as tecnologias wearables

A tecnologia permite contribuir cada vez mais para a nossa saúde e bem-estar. É o caso dos dispositivos wearables (vestíveis), que continuam a inovar e a prometer incentivar hábitos mais saudáveis. Os relógios, por exemplo, são cada vez mais virados para a tecnologia, contando alguns já com ferramentas nunca antes pensadas, como sensores de oxigénio, por exemplo.

Quando pensamos em wearables, os relógios, as pulseiras ou óculos inteligentes são os mais populares, mas os anéis também já são tecnológicos e habilitados a realizar a monitorização de diferentes aspetos da nossa saúde. A Oura é uma empresa finlandesa, que foi criada com o objetivo de melhorar a vida das pessoas. E o seu Oura Ring Generation 3, por exemplo, alia um design elegante à tecnologia, ajudando os utilizadores na monitorização da sua saúde. Este anel inteligente tem a capacidade de monitorizar o ritmo cardíaco, oferecendo detalhes personalizados de saúde diretamente na sua aplicação. Também faz a análise do sono, seja a fase profunda, REM, além de registar o número de horas que dorme.

Menos tabu, mais menstruação ecológica

Enquanto indivíduos e como sociedade estamos a tornar-nos cada vez mais progressistas no que diz respeito à menstruação. Essa mudança de perspetiva veio com o crescimento de empresas lideradas por mulheres que são pioneiras em novos espaços para cuidados menstruais, que se preocupam com a oferta de roupas íntimas elegantes e acessíveis e que integram tecnologia que ajudam a que a mulher se sinta mais limpa e mais segura – e de uma forma mais ecológica!

Alimentação à base de produtos locais

A ingestão cada vez menor de produtos de origem animal é uma tendência que veio para ficar. Como resultado, o mercado à base de vegetais e plantas continua a crescer, sendo cada vez mais fácil encontrar alternativas valiosas para os produtos de origem animal que costumavam ser consumidos com mais regularidade. Além disso, regimes alimentares como a dieta nórdica ajudam a enfatizar a importância de alimentos de produção sustentável e de elevada qualidade, como salmão pescado no rio, ovos de galinhas criadas em pastagens, fruta, cereais, vegetais, ervas frescas, plantas e cogumelos selvagens, preservando sempre o que é local.

Este artigo foi útil?

Conselho cientifico

Conteúdo revisto

pelo Conselho Científico da AdvanceCare.

A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde nem a consulta de um médico e/ou especialista.

Downloads

Consulte os nossos guias para hábitos saudáveis:

Sympton Checker

Utilize a nossa ferramenta de diagnóstico de sintomas.

Programas AdvanceCare relacionados

Artigos relacionados