Depilação a laser: o que precisa de saber

Deixar de perder tempo a fazer a depilação deixou de ser um sonho. Conheça as técnicas principais da depilação a laser e os cuidados a ter.


depilacao-laser_redimensionado



Como funciona a depilação a laser?

Este método altamente eficaz para reduzir os pelos, também conhecido como fotodepilação, funciona através da incidência de raios laser, sob a forma de luz, no folículo piloso. O laser é atraído pela melanina (a substância que dá cor ao pelo) e destrói o folículo piloso impedindo que se desenvolva um novo pelo. Só é, por isso, eficaz em pelos escuros.


Quantas sessões são necessárias para eliminar os pelos?

Em cada sessão estima-se que sejam atingidos 20% a 30% dos pelos. Assim, um tratamento deve ter pelo menos seis sessões, podendo chegar a dez em alguns casos.


Os pelos nunca mais voltam a crescer?

Para que se verifique a destruição definitiva dos pelos, é preciso que o laser atinja o pelo na sua fase de crescimento e esta pode durar entre três e seis anos. É por isso que será mais correto falar-se em redução da quantidade de pelos pois, mesmo que um tratamento dure apenas algumas sessões, é necessário fazer manutenção.


A manutenção do tratamento dura para sempre?

Não se pode precisar quanto tempo será preciso fazer manutenção mas, uma vez que o tratamento torna os pelos cada vez mais finos e raros, na maioria dos casos bastam duas a três sessões de manutenção por ano.


Os tratamentos com laser são dolorosos?

Geralmente os tratamentos são indolores. Pode surgir alguma vermelhidão na pele como quando se expõe ao sol sem proteção, mas desaparece no decorrer de algumas horas.


Que cuidados se deve ter?

Os cuidados a ter quando se faz depilação a laser são fundamentais mas muito simples:

Não expor a pele ao sol nas 24 horas anteriores e posteriores à sessão;

Não fazer depilação com cera ou sistemas por electrólise nas seis semanas anteriores à sessão;

Evitar, nas 24 a 48 horas depois, a exposição a outras fontes de calor como aquecedores, vapor, etc. É recomendável a aplicação de um creme ou loção com efeito calmante e de regeneração da pele.


É preciso alguma preparação para o tratamento?

Não deve fazer depilação a cera nas seis semanas anteriores nem durante o tratamento pois isso vai anular o efeito do laser na destruição do folículo. No dia, ou na véspera da sessão, corte os pelos com lâmina para que fiquem no seu comprimento mínimo e o laser chegue à raiz. 


A depilação a laser pode ser feita em qualquer tipo de pele?

Sim, desde que não sejam muito escuras (fototipos V e VI). Existem vários tipos de laser adequados aos diferentes tipos de pele mas, para as peles mais escuras, apenas o laser de Alexandrite é eficaz e não deixa marcas.


Por que é que as pessoas com fototipos V e VI não devem fazer depilação a laser?

Curiosamente, as pessoas que pertencem aos fototipos V (pele morena, olhos e cabelos escuros; que nunca sofrem “escaldões” e se bronzeiam muito facilmente) e VI (pele negra) são as que correm mais risco de queimaduras com a fotodepilação. As suas peles, por terem mais melanina, absorvem a luz do laser, o que pode danificar os tecidos.


Quais são os tipos de laser mais utilizados?

Existem vários tipos de laser mas descrevemos-lhe os três mais comuns:

Laser de Alexandrite

Tem uma eficácia de 56% na primeira sessão e de 95% após várias sessões. As peles claras com pelo escuro são as mais indicadas para este tipo de laser mas também pode ser usado em pele escura. O seu comprimento de onda é de 755 nm (abreviatura de nanómetros).

Laser de Díodo de longo pulso

Tem uma eficácia de 56% na primeira sessão e de 95% após várias sessões. As peles claras com pelo escuro são as mais indicadas para este tipo de laser mas também pode ser usado em pele escura. O seu comprimento de onda é de 755 nm (abreviatura de nanómetros).

Luz Pulsada Intensa também conhecida por IPL ou Intense Pulsed Light

É o que tem maior comprimento de onda, entre 800 e 1000 nm mas mesmo assim a sua eficácia é de 34% na primeira sessão e de 84% após várias sessões.

Requer entre três a cinco sessões para uma eficácia de 80%. Como os aplicadores são mais largos do que os dos outros sistemas, funcionam melhor em zonas extensas do corpo como pernas e costas. Este é o sistema utilizado nos aparelhos de uso doméstico, menos potentes do que os das clínicas e centros especializados.


Em suma...

Se pretende fazer depilação a laser nas zonas mais extensas do corpo opte por começar a sua série de sessões no outono. Chegará ao verão com resultados visíveis, evitando expor-se ao sol.

Este artigo foi útil?

Conselho cientifico

Conteúdo revisto

pelo Conselho Científico da AdvanceCare.

A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde nem a consulta de um médico e/ou especialista.

Downloads

Consulte os nossos guias para hábitos saudáveis:

Sympton Checker

Utilize a nossa ferramenta de diagnóstico de sintomas.

Programas AdvanceCare relacionados

Artigos relacionados