Verdades e mitos sobre a queda de cabelo

Verdades e mitos sobre a queda de cabelo

O tema da queda de cabelo está geralmente associado a muitos mitos, o problema é conseguir identificar quais são efetivamente mitos e quais não o são. Neste artigo, desmistificamos este tema, para que possa proteger e cuidar do seu cabelo. Ele agradece.


queda-de-cabelo


Quem é que nunca ouviu dizer que lavar a cabeça todos os dias apodrece a raiz do cabelo? Ou que arrancar um fio de cabelo branco faz nascer logo 2 no seu lugar? Ou se não secarmos os cabelos após o banho eles caem? Não se assuste. Nestes casos, são apenas mitos sobre a queda de cabelo, sem qualquer base científica que os comprove.

Contudo, algumas práticas podem efetivamente ser prejudicais para o seu couro cabeludo, levando à queda de cabelo. Um exemplo, é o uso frequente de produtos químicos, habitualmente utilizados para tingir o cabelo, que provocam efeitos nocivos na haste do cabelo. O importante é estar atento aos sinais para poder agir e saber distinguir os mitos dos factos. 


Verdades ou mitos sobre a queda de cabelo? 


1) A alimentação influencia a qualidade do couro cabeludo.

Verdade: Uma alimentação equilibrada é extremamente importante para a saúde não só dos cabelos mas da pele e das unhas. A carência de alguns nutrientes pode levar à queda ou quebra dos fios e à falta de brilho. Vitaminas do complexo B, betacaroteno (pró-vitamina A), zinco, ferro, silício e cisteína (rica em enxofre) são os nutrientes que mais ajudam a dar força e brilho aos cabelos.


2) Lavar a cabeça todos os dias apodrece a raiz dos cabelos levando à sua queda?

Mito: A lavagem diária dos cabelos não interfere com os bulbos capilares. Os fios que caem durante a lavagem cairiam de qualquer forma, em outro momento, pois já estavam em fase de queda. Manter os cabelos sujos, por outro lado, impede o crescimento e pode levar à obstrução dos poros. A lavagem apenas faz com que os cabelos que já estão soltos se desprendam com mais facilidade.


3) Caspa é sinal de falta de higiene?

Mito: A caspa é “apenas” um dos sintomas da dermatite seborreica e não tem qualquer ligação a maus hábitos de higiene.


4) Após o parto a queda de cabelo acentua-se?

Verdade: Cerca de 4 meses após o parto é bastante frequente muitos fios de cabelo entrarem prematuramente na fase de queda levando à perda de mais fios por dia do que o normal. Chama-se eflúvio telógeno e esses cabelos voltarão a crescer normalmente passado algum tempo. 


5) Não secar os cabelos após o banho faz cair os cabelos?

Mito: Deixar os cabelos molhados não os faz cair. Se fosse assim, nadadores como Michael Phelps, o mais medalhado atleta olímpico de sempre – estaria com toda a certeza, calvo. Como já referimos, a lavagem não interfere nos bulbos capilares.


6) Cortar o cabelo fortalece-o?

Mito: Cortar o cabelo não o deixa mais forte, contudo permite que a haste capilar tenha um aspeto mais saudável, pois são cortadas as pontas (normalmente a parte mais danificada do cabelo).


7) Existe um champô ideal para cada cabelo de forma a evitar a queda?

Mito: O importante é que o produto que utiliza respeita o seu tipo de cabelo, mas o champô apenas atua na haste capilar não tendo influência na queda.


8) Os brushings e outras manipulações agressivas devem ser evitadas?

Verdade: Os brushings, os penteados com apanhados e o uso de elásticos devem ser evitados, uma vez que arrancam cabelos que não estão em fase de queda. 

Existem vários mitos sobre a queda de cabelo, ao desmistificá-los poderá não só tratar melhor do seu cabelo mas também fazer frente a este problema. Tenha uma alimentação equilibrada, evite o stress e utilize técnicas de tratamento do cabelo adequadas, o seu cabelo agradece.

Este artigo foi útil?

Conselho cientifico

Conteúdo revisto

pelo Conselho Científico da AdvanceCare.

A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde nem a consulta de um médico e/ou especialista.

Downloads

Consulte os nossos guias para hábitos saudáveis:

Sympton Checker

Utilize a nossa ferramenta de diagnóstico de sintomas.

Programas AdvanceCare relacionados

Artigos relacionados