12 perguntas e respostas sobre proteção solar

Por que é tão importante aplicar protetor solar todos os dias? Que tipos de cancro de pele existem? Qual é a diferença entre um protetor solar mineral e um protetor solar químico? Damos-lhe a resposta a estas e outras perguntas neste artigo.


artigo-sol


Talvez desconheça que em Portugal surgem, todos os anos, aproximadamente 700 novos casos de melanoma, de acordo com a Liga Portuguesa Contra o Cancro. Mas de certeza que já sabe que aplicar protetor solar é a forma mais eficaz de prevenir o cancro da pele. Para que não haja lugar para dúvidas, respondemos a 12 perguntas sobre proteção solar.


1. O que é a radiação UV?

Segundo a definição da American Cancer Society (ACS), a radiação UV faz parte do espectro eletromagnético (luz) proveniente do sol que atinge a terra. Como o comprimento de onda é mais curto que a luz visível, a radiação UV é invisível a olho nu. Tanto a radiação UVA como a UVB atingem a terra, enquanto a radiação UVC é absorvida pela camada de ozono.


2. Por que é tão importante aplicar protetor solar todos os dias?

Não é só na praia ou na piscina que estamos expostos à radiação ultravioleta (UV) e aos danos cutâneos que provoca – queimaduras solares (os “escaldões”), envelhecimento precoce da pele e cancro da pele. A radiação UV também provoca outro tipo de malefícios, como lesões oculares e enfraquecimento do sistema imunitário. Sempre que estamos ao ar livre, seja a caminhar, sentados numa esplanada ou a fazer jogging, a radiação solar atinge-nos, mesmo em dias nublados. Por isso é que devemos aplicar protetor solar diariamente, 30 minutos antes de sair de casa.

A textura dos protetores solares tem evoluído muito ao longo dos anos, pelo que existem protetores solares muito mais fluidos e praticamente invisíveis depois de aplicados no rosto (e pode sempre aplicar a maquilhagem a seguir). Quando for para a praia/piscina, aplique protetor solar em todas as zonas que vão estar expostas.


3. Os cosméticos e maquilhagem com Fator de Proteção Solar (FPS) também nos protegem da radiação UV?

Protegem. No entanto, e regra geral, não costumam ter um FPS muito elevado. O ideal é utilizar diariamente um protetor solar com FPS não inferior a 30. Pode aplicá-lo a seguir ao creme hidratante e antes da maquilhagem.


4. Como devemos escolher um protetor solar?

Opte por um protetor solar que assegure a proteção contra a radiação UVA e UVB. Quanto mais clara for a pele, mais elevado deve ser o fator de proteção solar, embora o FPS nunca deva ser inferior a 30 – mesmo em pessoas com pele morena. Idealmente, todos nós deveríamos usar protetor solar com FPS 50+.


5. Qual é a diferença entre um protetor solar mineral e um protetor solar químico?

Enquanto o protetor mineral (também designado por físico) contém substâncias que refletem a radiação UV, o protetor químico absorve-a. Atualmente, existe já um terceiro tipo de protetor solar: aquele que reflete e absorve a radiação UV – ou seja, é um protetor mineral e químico. Este é o tipo de protetor solar mais aconselhável por refletir e absorver a radiação UV em simultâneo. Normalmente, pode encontrar esta informação na parte de trás da embalagem do protetor solar ou no folheto informativo que acompanha o produto.


6. Que tipo de protetor solar é mais aconselhável para as crianças?

Os protetores mais adequados para as crianças com idade inferior a dez anos são os protetores solares minerais – que geralmente têm a menção “pediátrico” ou “infantil” na embalagem. A razão é simples: antes dos dez anos, as células da pele não conseguem metabolizar filtros solares químicos e estes também podem desencadear reações alérgicas.


7. Na praia/piscina, que quantidade de protetor solar devemos usar?

Para um adulto, deve aplicar-se uma dose correspondente a uma bola de golfe e renová-la de 2 em 2 horas. Para as crianças, a dose é cerca de metade, embora seja provável que necessite de renovar a aplicação com mais frequência – as crianças costumam ser muito ativas e estão frequentemente a tomar banhos de mar/piscina.


8. Podemos usar a embalagem de protetor solar que não acabámos no verão anterior?

Não. Utilizar um protetor solar cujo prazo de validade depois de aberto já expirou não nos protege da radiação UV. Os componentes podem ter-se deteriorado e os filtros de UV podem já não estar distribuídos pelo produto uniformemente. Além disso, pode provocar irritações na pele.


9. Além da proteção solar diária, que outras medidas devemos adotar?

Adultos e crianças devem evitar a exposição solar entre as 11h30 e as e 17h e usar chapéu, óculos de sol e t-shirt quando estiverem ao sol. Esteja atento à luz refletida – a luz do sol que se reflete na areia, mesmo à sombra. Não se esqueça que a ingestão de água ou sumos é essencial para prevenir a desidratação.


10. Existem vários tipos de cancro de pele?

Sim. Os mais frequentes são o basalioma e o carcinoma pavimento-celular. O tipo de cancro mais perigoso, embora menos comum, é o melanoma, que pode surgir em qualquer idade e ter vários subtipos clínicos – melanoma de extensão superficial, nodular, acral lentiginoso ou lentigo maligno são alguns exemplos. O subtipo de melanoma mais frequente (nos caucasianos) é o de extensão superficial.


11. Em que idade é mais frequente surgir o melanoma de extensão superficial?

Este subtipo de melanoma surge, regra geral, entre os 30 e os 50 anos e as zonas do corpo afetadas diferem consoante o sexo. Na mulher, o local mais habitual é a perna, enquanto no homem costuma surgir na zona do dorso (costas).


12. Como podemos reconhecer um sinal que requer observação médica?

Em primeiro lugar, deve estar atento a um sinal que tenha surgido há pouco tempo ou que se alterou recentemente. Por outro lado, a regra ABCDE permite-lhe, de forma simples, estar alerta e saber reconhecer um sinal que deve ser observado pelo médico.

Este artigo foi útil?

Conselho cientifico

Conteúdo revisto

pelo Conselho Científico da AdvanceCare.

A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde nem a consulta de um médico e/ou especialista.

Downloads

Consulte os nossos guias para hábitos saudáveis:

Sympton Checker

Utilize a nossa ferramenta de diagnóstico de sintomas.

Programas AdvanceCare relacionados

Artigos relacionados