Cólicas

As cólicas são um problema que afeta um quarto da população mundial e que é caracterizado pela ocorrência de contrações musculares dolorosas no abdómen (entre a região do peito e da virilha), apesar de também poderem ocorrer noutras partes do corpo. Existem vários tipos, conforme a sua origem:

  1. Cólicas abdominais– Quando as contrações musculares dolorosas se situam no abdómen.
  2. Cólicas menstruais– Identificam-se pela dor pélvica ou outras dores menstruais relacionadas.
  3. Cólicas musculares– Caracterizam-se por espasmos dolorosos e contração involuntária dos músculos.

Causas de Cólicas

 

Existem múltiplas causas possíveis para provocar este tipo de distúrbios e mal-estar intenso. Entre os motivos plausíveis para a ocorrência de cólicas, incluem-se:

  • Intoxicação alimentar.
  • Intolerância à lactose.
  • Colite nervosa ou síndrome do cólon irritável.
  • Doença inflamatória do intestino.
  • Obstipação.
  • Efeitos colaterais de diversos medicamentos.
  • Obstrução do intestino delgado ou do intestino grosso.
  • Úlcera no duodeno.
  • Isquemia intestinal.
  • Infeções parasitárias.
  • Intoxicação por chumbo.
  • Distúrbios da tiroide.
  • Desidratação.
  • Hipercalcemia (níveis elevados de cálcio no sangue).
  • Hipermagnesemia (concentrações elevadas de magnésio no sangue).
  • Uremia (excesso de ureia no sangue).
  • Esclerodermia (doença rara originada pelo depósito de colagénio na pele e outros órgãos).
  • Tumores no estômago, cólon ou outros órgãos.
  • Pedras nos rins.
Representação gráfica de mulher com dores intensas na zona abdominal

Sintomas e Sinais de Cólicas

 

A intensidade e persistência da dor dependem da sua causa e da gravidade do problema, podendo verificar-se alguns destes sintomas e sinais:

  • Contrações musculares dolorosas no abdómen.
  • Dor irradiada à parte inferior das costas e coxas.
  • Libertação de gases ou flatulência.
  • Dor no estômago.
  • Dores abdominais.
  • Obstipação.
  • Náuseas e vómitos.
  • Perda de peso.
  • Sangue nas fezes.

 

Tratamento de Cólicas

 

Em casos menos graves, o organismo tende a recuperar muito rapidamente. Adotar uma dieta líquida ou à base de alimentos leves e, se necessário, tomar alguns medicamentos para alívio da dor, são algumas das soluções para ajudar no tratamento. Caso a dor abdominal seja intensa e persistente, ou houver existência de um ou mais dos seguintes sintomas: náuseas e vómitos, perda peso, febre e sangue nas fezes, deve-se consultar um médico de forma imediata. A ser diagnosticada uma causa que merece atenção clínica, o especialista indica um tratamento em função do distúrbio ou patologia na origem das cólicas. 

Artigo revisto e validado pela especialista em Medicina Geral e Familiar Isabel Braizinha.

Este artigo foi útil?

Conselho cientifico

Conteúdo revisto

pelo Conselho Científico da AdvanceCare.

A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde nem a consulta de um médico e/ou especialista.

Downloads

Consulte os nossos guias para hábitos saudáveis:

Sympton Checker

Utilize a nossa ferramenta de diagnóstico de sintomas.

Programas AdvanceCare relacionados

Artigos relacionados