Abdominoplastia, a cirurgia que remodela a barriga

A abdominoplastia é uma cirurgia estética que tem como objetivo remodelar a zona do abdómen. Se já pensou em submeter-se a esta cirurgia, fique a saber se reúne as condições necessárias para a fazer, quais são as contraindicações, os resultados expectáveis, como se processa a abdominoplastia, bem como a duração e especificidades do período pós-operatório.


abdominoplastia-a-cirurgia-que-remodela-a-barriga



O que é a abdominoplastia?

A abdominoplastia é uma cirurgia que pretende melhorar o aspecto do abdómen, tornando-o mais liso, firme e bonito e proporcionar um contorno corporal mais acentuado. Como? Através da eliminação do excesso de pele e de tecido adiposo da zona inferior do abdómen, podendo também corrigir o afastamento dos músculos reto-abdominais e devolver-lhes tonicidade.

Numa primeira consulta, o cirurgião plástico informa-se sobre a história clínica do paciente, realiza uma avaliação física e pede que sejam feitos exames laboratoriais específicos (como análises ao sangue e outros meios complementares de diagnóstico). Esta é altura ideal para o paciente explicar ao médico quais são as motivações que o levam a querer submeter-se a uma abdominoplastia e as expetativas que tem em relação aos resultados. O médico, por seu turno, tem o dever de informar o paciente, de forma realista, sobre os resultados que poderá obter, riscos da cirurgia e como decorre o período pós-operatório. A primeira consulta com o médico cirurgião é essencial para esclarecer todas as suas dúvidas e é o momento ideal para obter todas as informações que deseja.

Este é também o momento certo para o paciente informar o médico se sofre de alguma doença, toma medicamentos de forma regular (a toma de anticoagulantes, por exemplo, deverá ser suspensa 10 dias antes da cirurgia, pois prejudica o tempo de coagulação). Se o paciente fumar deve eliminar esse hábito nas 2 semanas que antecedem a cirurgia e nas 2 semanas que se seguem a esta, pois o tabagismo pode comprometer o processo de cicatrização. Também é aconselhável não consumir bebidas alcoólicas no período que antecede a cirurgia e fazer uma dieta equilibrada.


A quem se destina

A abdominoplastia destina-se a quem tenha a zona abdominal alterada, como pessoas que tenham perdido muito peso, mulheres que tenham dado à luz recentemente e/ou que tenham tido vários filhos.


Contraindicações

Esta cirurgia não está indicada em casos de obesidade grave, pois não provoca a perda de peso – trata-se de um procedimento complementar a um processo de emagrecimento. A abdominoplastia não é recomendada a mulheres que planeiem uma gravidez futura (as mudanças corporais associadas à gravidez comprometerão os resultados da cirurgia). A existência de cicatrizes na zona abdominal deixadas por cirurgias anteriores (como uma cesariana) também pode fazer com que a abdominoplastia não obtenha bons resultados. Por isso, todas as situações requerem uma avaliação individualizada por parte do cirurgião plástico.


Resultados da abdominoplastia

Embora os primeiros resultados sejam visíveis no pós-operatório imediato, o resultado final implica que se aguarde entre 6 a 12 meses. A duração dos resultados dependerá muito do estilo de vida que o paciente vai ter. Se este mantiver uma dieta equilibrada, a par da prática de exercício físico regular, os resultados poderão eventualmente ser permanentes. Já a perda ou ganho de peso drásticas podem comprometê-los. Em todo o caso, o mais importante é seguir à risca as recomendações do seu médico cirurgião, para reduzir a probabilidade de complicações e alcançar uma recuperação rápida.


Abdominoplastia: passo a passo

É necessário estar em jejum total nas 8 horas anteriores à cirurgia. Se o paciente estiver constipado, com gripe ou indisposto, deve informar o médico.

Regra geral, a abdominoplastia é realizada com anestesia local, loco-regional ou anestesia geral. O procedimento tem uma duração média de 3 horas e podendo ser realizada em ambulatório ou necessitar de internamento, cuja duração será determinada pelo médico. As incisões são feitas na zona em redor do umbigo e na parte inferior do abdómen e permitem remover o excesso de pele e de tecido adiposo.


Pós-operatório

O desconforto e tensão abdominal e os seromas (acumulação de líquido seroso entre o músculo e a gordura) são as queixas mais frequentes após a cirurgia, diminuindo progressivamente. Também pode haver perda temporária de sensibilidade cutânea e edema, que desaparecem normalmente decorridos 6 meses.

Quando o paciente está em boas condições físicas antes da cirurgia, a recuperação é mais rápida. No dia que se segue à cirurgia, o paciente deve alternar entre a posição deitada e sentada. É necessário usar uma cinta abdominal compressiva entre 30 a 60 dias e fazer massagens simples ou complementadas com drenagem linfática ou radiofrequência a partir da primeira semana após a cirurgia. Geralmente, é necessário haver um acompanhamento médico semanal no pós-operatório, sendo que a periodicidade vai sendo gradualmente mais espaçada.


Regresso à rotina

Em média, 15 dias após a cirurgia é possível retomar a rotina habitual – embora sem fazer grandes esforços físicos. Para retomar a prática de exercício físico, o paciente deverá esperar no mínimo 30 dias após a cirurgia.

A abdominoplastia é uma cirurgia que permite tornar a barriga mais lisa e firme. É muito importante que o paciente esclareça todas as dúvidas na primeira consulta e fique a par de todos os cuidados que deverá ter nos períodos pré e pós-operatório.

Este artigo foi útil?

Conselho cientifico

Conteúdo revisto

pelo Conselho Científico da AdvanceCare.

A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde nem a consulta de um médico e/ou especialista.

Downloads

Consulte os nossos guias para hábitos saudáveis:

Sympton Checker

Utilize a nossa ferramenta de diagnóstico de sintomas.

Programas AdvanceCare relacionados

Artigos relacionados