Aumente as suas hipóteses de engravidar 

Deseja ser mãe? Com o relógio biológico a dar sinal, chega o momento de preparar o seu corpo e mente para a maternidade. Aprenda a identificar o seu período fértil e aumente as hipóteses de engravidar.


aumente-as-suas-hipoteses-de-engravidar


Embora uma gravidez desprevenida não tenha de ser um problema, é sempre melhor planeá-la e garantir que todos os passos são dados em segurança. 3 meses antes da conceção, comece a fortalecer o organismo e aprenda a calcular a data da sua ovulação. É que o período fértil nem sempre é fácil de determinar.


Calcular o período fértil

Nem todas as mulheres têm ciclos regulares de 28 dias. Por isso, indicar que o período fértil acontece no meio deste período, ou seja, por volta do 14º dia a partir do primeiro dia da última menstruação pode ser falível para conseguir engravidar. Em primeiro lugar, deve perceber a duração do seu ciclo, isto é de quantos em quantos dias tem menstruação. Depois, deve:

  • Dividir o número total de dias por 2.
  • Contar 3 dias para trás e 3 para a frente: esse intervalo corresponde ao seu tempo fértil.

Num ciclo de 21 dias, por exemplo, deve contar 10 dias e retroceder 3 dias e avançar outros 3.

A temperatura corporal também confirma o início da ovulação. Se na primeira fase do ciclo (os primeiros 14 dias) é mais baixa, com 36,5ºC a 36,8ºC, na segunda é superior a 37ºC. Para ser infalível, será necessário medir a temperatura (por via retal) todas as manhãs, em jejum, à mesma hora, antes de se levantar. Registe-a num gráfico, ao longo de vários ciclos, e perceberá quando se dá a ovulação, ou seja, no último dia antes da subida térmica.


1ºpasso: Consultar o médico

A decisão a 2 está tomada. Procure o seu médico de família, com quem irá rever o seu historial clínico. Em caso de diabetes, epilepsia, problemas cardiovasculares, depressão ou outras doenças crónicas, terá de adaptar a medicação e, eventualmente, aguardar antes de interromper a contraceção. O clínico pedirá análises ao sangue e à urina, além de lhe indicar as mudanças a introduzir na alimentação e hábitos de saúde. A serologia da toxoplasmose permite perceber se tem imunidade contra a doença, que implica riscos para o feto. Iniciar a suplementação diária de ácido fólico, 2 a 3 meses antes de engravidar, será uma das indicações do médico para garantir uma formação adequada do sistema nervoso do bebé. Certifique-se que tem o plano de vacinas em dia. Uma consulta ao ginecologista é indispensável para saber que exames preventivos realizar, quer sejam ginecológicos, à mama ou outros. Se é fumadora, pare e aconselhe-se com o seu médico sobre tratamentos possíveis. O tabaco aumenta o risco de aborto, de atraso de crescimento intrauterino e de infeções e doenças respiratórias no bebé.

Regra geral, um casal saudável consegue engravidar antes de completar um ano de relações sexuais sem contraceção. Caso ultrapasse este período (ou após 6 meses se tiver mais de 35 anos) deverá alertar o seu médico que poderá encaminhar para uma consulta de fertilidade.


2ºPasso: Reforçar o sistema imunitário

As suas escolhas diárias à mesa podem fortalecer o organismo e ajudar a produção das hormonas envolvidas na sexualidade. Assim, consuma alimentos ricos em:

  • Vitamina B6 (cereais em grão, vegetais verdes, trigo, bacalhau, couve de bruxelas, feijão, banana e, entre outras, manga).
  • Vitamina E (cereais integrais, frutos secos, como avelã, óleos vegetais e gema de ovo).
  • Zinco (carne vermelha, fígado, ostras, soja, frutos secos, entre outros).
  • Ómega 3 (sardinha, salmão, atum, arenque, nozes e sementes de linhaça).
  • Ómega 6 (azeite, óleos vegetais e frutos secos).
  • Ferro (carnes e leguminosas).
  • Ácido fólico (ovos e verduras).
  • Cálcio (laticínios).
  • Vitamina D (peixes gordos).

3ºPasso: Exercitar-se e relaxar

A prática regular de exercício físico reforça os músculos e ajuda o organismo a libertar-se do cortisol, a hormona do stress. Adote um estilo de vida saudável desde já, praticando 2 a 3 vezes por semana e, sempre que possível, 30 minutos diários de atividades moderadas. Esclareça as suas dúvidas com o seu médico e com um personal trainer, pois poderão ajudá-la a escolher as modalidades mais adequadas e ir ajustando quando engravidar. Para já, é importante que os exercícios incidam nos músculos pélvicos e de esfíncter (nádegas e coxas), mas também na zona abdominal para preparar a barriga para o bebé. As técnicas de relaxamento, são essenciais para reduzir o stress, aprender a expirar e inspirar corretamente, antes da atividade física (e no dia do parto). Não se esqueça: sentir-se tranquila e forte são condições imprescindíveis para viver a gravidez em pleno.

Adotar uma rotina saudável – praticar exercício físico regularmente, seguir uma dieta nutritiva e equilibrada e vigiar a saúde – é o passaporte para garantir um organismo forte, pronto para receber a maternidade.

Este artigo foi útil?

Conselho cientifico

Conteúdo revisto

pelo Conselho Científico da AdvanceCare.

A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde nem a consulta de um médico e/ou especialista.

Downloads

Consulte os nossos guias para hábitos saudáveis:

Sympton Checker

Utilize a nossa ferramenta de diagnóstico de sintomas.

Programas AdvanceCare relacionados

Artigos relacionados