Preparação para o inverno

Preparação para o inverno

O tempo começa a arrefecer, a disposição para fazer exercício também e a mesa começa a ser preenchida com refeições que pesam. Está na hora de saber interpretar os sinais da natureza e escolher uma alimentação adequada para as temperaturas mais baixas.


preparacao-para-o-inverno



Alimentação no inverno

Com o termómetro a ameaçar descer a qualquer momento, agora que restam poucas folhas no calendário o organismo vai gradualmente respondendo aos estímulos do exterior e prepara-se para começar a pedir mais comida.
Habitualmente há tendência para consumir mais 20 a 30% de calorias durante o inverno e não é por acaso que o número das chamadas «refeições leves» aumenta no verão, enquanto os pratos mais «pesados» só são apetecíveis no pico do inverno.

Mas o foco não deve recair somente naquilo que se come quando está frio, mas também naquilo que não se gasta. Sim, porque as idas ao ginásio começam a rarear à medida que o inverno se instala, passear ao ar livre é uma atividade relegada para os dias mais soalheiros e sair à rua com temperaturas de apenas um dígito só mesmo por obrigação. Ora, com mais comida e menos exercício físico, o resultado não será difícil de adivinhar. O inverno é a época dos citrinos, maçãs e pêras, todos baixos em calorias mas repletos de vitaminas que o ajudam a manter-se afastado das constipações e outras maleitas típicas da estação. Dê especial atenção à vitamina C, presente na laranja, limão, kiwi, couve e agrião, entre outros. Prefira hidratos de carbono de absorção lenta, porque como são digeridos mais lentamente, são processados de forma progressiva, ajudando o organismo a encontrar o seu equilíbrio natural. Neste caso incluem-se os cereais (como o pão, o arroz e a massa), os tubérculos (como a batata) e as leguminosas (como o feijão, o grão e as favas).

Os frutos secos também devem ser mais consumidos nesta altura do ano, pois as nozes, as amêndoas e as avelãs constituem uma importante fonte de vitaminas. E o que é melhor para acompanhar todos estes alimentos? Água! Lá porque o frio aperta e a transpiração diminui, isto não significa que os rins deixem de ter uma função a desempenhar e o organismo não continue a precisar de 1,5 a 2 litros de água por dia.

Este artigo foi útil?

Conselho cientifico

Conteúdo revisto

pelo Conselho Científico da AdvanceCare.

A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde nem a consulta de um médico e/ou especialista.

Downloads

Consulte os nossos guias para hábitos saudáveis:

Sympton Checker

Utilize a nossa ferramenta de diagnóstico de sintomas.

Programas AdvanceCare relacionados

Artigos relacionados